skip to Main Content
Com Tema ‘Câncer Não Escolhe Sexo’, Evento Apresentará Dados Brasileiros Sobre Tumores

Com tema ‘Câncer não escolhe sexo’, evento apresentará dados brasileiros sobre tumores

Para debater e apresentar perspectivas de incidência de tumores benignos e malignos, o Observatório de Oncologia e o Movimento Todos Juntos Contra o Câncer realizam o Fórum Big Data em Oncologia nos dias 13 e 14 de julho.

A partir do tema ‘O câncer não escolhe sexo’, a sexta edição do evento, que será virtual e gratuita, contará com dois painéis e exposição de estudos com dados abertos sobre neoplasias femininas e masculinas.

No dia 13, das 18h às 20h, o foco será a saúde da mulher com o painel “O câncer e as mulheres brasileiras: o que devemos aprender”. Serão discutidos a incidência de câncer de mama por município, o panorama de atenção ao câncer de ovário no SUS e a iniciativa Monitor Rosa.

No dia 14, mesmo horário, a saúde do homem ganha destaque com o painel “A saúde do homem – Uma análise através dos dados”, abordando discussões sobre câncer de próstata e de pulmão.

Entre os participantes, Luiz Antonio Santini, consultor em planejamento e gestão de saúde; Sandro Martins, oncologista e pesquisador no Núcleo de Epidemiologia e Vigilância em Saúde na Fiocruz, e o oncologista Fernando Maluf, fundador do Instituto Vencer o Câncer.

‘O câncer atinge, anualmente, centenas de milhares de homens e mulheres de todas as faixas etárias em nosso país”, afirma a presidente da Abrale e líder do Movimento Todos Juntos Contra o Câncer, Merula Steagall.

A organização, integrante da Rede Folha, oferece ajuda gratuita a pessoas com cânceres e doenças do sangue de todo o Brasil. Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer, são esperados 625 mil novos casos da doença em 2021 no Brasil, com incidência quase semelhante entre os dois sexos.

“Infelizmente, a grande maioria não tem acesso a informações confiáveis sobre prevenção, diagnóstico, nem aos melhores tratamentos”, diz Steagall, reforçando que a compreensão dos dados da doença é fundamental para o avanço de políticas públicas mais eficientes na oncologia.

As inscrições para o Fórum Big Data em Oncologia podem ser feitas no site do Observatório de Oncologia.

Fonte: Folha de S. Paulo 

Back To Top