skip to Main Content
Anvisa Aprova Imunoterápico Para Tratamento De Câncer De Esôfago

Anvisa aprova imunoterápico para tratamento de câncer de esôfago

Anvisa aprova imunoterápico para tratamento de câncer de esôfago Uso de Opdivo® (nivolumabe) reduz risco de morte pela doença

PR Newswire

SÃO PAULO, 17 de dezembro de 2020

SÃO PAULO, 17 de dezembro de 2020 /PRNewswire/ — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou em tempo recorde a indicação de Opdivo® (nivolumabe) para tratamento de segunda linha do câncer de esôfago. O resultado foi obtido após dois meses de submissão do pedido, graças aos consistentes achados da terceira fase do estudo ATTRACTION-3 1, que constataram redução do risco de morte em 23% e aumento na sobrevida em 25% 2.

O imunoterápico poderá ser utilizado isoladamente no tratamento do câncer de esôfago de células escamosas, avançado, irressecável ou metastático, após quimioterapia prévia à base de fluoropirimidina e platina, independentemente da expressão de PD-L1. Dentre os benefícios dessa alternativa terapêutica, evidencia-se também a diminuição significativa na manifestação de efeitos adversos de graus 3 e 4: relatados em apenas 18% dos pacientes, versus 63% da quimioterapia 1.

Além de proporcionar ganhos na segurança do tratamento do câncer, a indicação de Opdivo® traz maior conforto e bem-estar. Isso porque seu regime é baseado na dose fixa, ou seja, o paciente pode receber a medicação em 240 mg a cada duas semanas, ou 480 mg a cada quatro semanas. Sua administração é por meio de infusão intravenosa por 30 minutos. Assim, o número de vezes que o paciente precisa se deslocar até o hospital diminui.

“O nivolumabe apresentou melhora na sobrevida global e tem perfil de segurança mais favorável em comparação à quimioterapia. A aprovação da Anvisa representa um passo fundamental no acesso a melhores terapias: agora, brasileiros terão essa nova ferramenta na luta contra o câncer de esôfago de células escamosas. Com nivolumabe, os pacientes podem viver mais e melhor”, afirma Dr. Gustavo Fernandes, do Hospital Sírio Libanês de Brasília.

“A aprovação em apenas dois meses denota a urgência da incorporação de novas alternativas terapêuticas para este tipo de câncer que compromete tão fortemente a qualidade de vida e sobrevida do paciente. Durante todo o processo, caminhamos com velocidade e qualidade, pois sabemos que os pacientes brasileiros estão esperando por meios mais efetivos para tratar o câncer. A ciência, com seu poder transformador, consolida a importância de trazermos estas inovações para a assistência em saúde do País”, diz Angélica Pavão, Diretora Médica da Bristol Myers Squibb.

Sobre o câncer de esôfago

Dados do INCA estimam 11.390 novos casos de câncer de esôfago no Brasil, em 2020 ? 70% serão em homens. Tabagismo é um dos principais fatores de risco, responsável por 25% dos diagnósticos. O consumo de bebidas muito quentes, de álcool (regular ou esporádico) e de carnes vermelhas processadas também estão implicados na chance de desenvolvimento do tumor. O grupo mais suscetível para a doença ainda engloba pessoas com histórico pessoal de câncer de cabeça e pescoço ou pulmão; alto nível de gordura corporal; e infecção pelo HPV. Trabalhadores dos setores de construção civil, metalurgia, mineração, agricultura, lavagem a seco e mecânica também estão mais propensos. 3

Assintomático na fase inicial, o câncer de esôfago apresenta sinais com a progressão da doença, tais como dificuldade para engolir, dor torácica, sensação de obstrução na passagem de alimento, perda de apetite, náuseas e vômitos. Além da imunoterapia, cirurgia, radioterapia e quimioterapia são opções terapêuticas. 3

Sobre a Bristol Myers Squibb

Bristol Myers Squibb é uma empresa biofarmacêutica líder global com foco na descoberta, desenvolvimento e entrega de medicamentos inovadores para pacientes com doenças graves. Seguimos um alto padrão de inovação focado em áreas de doenças com necessidades não atendidas, onde nossos medicamentos podem realmente fazer a diferença para os pacientes. Por meio da Bristol Myers Squibb Foundation, uma organização beneficente independente, apoiamos programas comunitários que promovem a conscientização, rastreamento e atendimento do câncer e apoio entre as populações de alto risco nos Estados Unidos, bem como na China, Brasil e região subsaariana da África. Nossos colaboradores em todo o mundo trabalham diariamente para transformar a vida dos pacientes por meio da ciência.

1 Kato, Ken, et al. Nivolumab versus chemotherapy in patients with advanced oesophageal squamous cell carcinoma refractory or intolerant to previous chemotherapy (ATTRACTION-3): a multicentre, randomised, open-label, phase 3 trial. Lancet Oncol 2019; 20: 1506-517.

2 MOC Brasil – https://mocbrasil.com/blog/gastrintestinal/esofago/anvisa-aprova-nivolumabe-para-o-tratamento-do-cancer-escamoso-de-esofago-avancado/ Último acesso em 29 de outubro.

3 INCA. Câncer de Esôfago. Disponível em: https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-esofago. Último acesso em 1º de setembro.

Fonte: Bristol Myers Squibb

Estadão Conteúdo 

Back To Top