skip to Main Content
Produtos Para Cabelo Podem Estar Provocando Câncer De Mama Em Mulheres Negras

Produtos para cabelo podem estar provocando câncer de mama em mulheres negras

O uso de alisamento de cabelo e relaxantes à base de hidróxido de sódio, popularmente conhecido como soda cáustica, pode causar grandes consequência na saúde e deve ser motivo de atenção. De acordo com o Black Women’s Health Study (Estudo de Saúde das Mulheres Negras, em tradução livre) da Universidade de Boston, o uso frequente e prolongado desses produtos pode aumentar o risco de câncer de mama entre mulheres negras, em comparação com o uso moderado.

Durante 25 anos, os pesquisadores acompanharam um grupo de 59 mil mulheres afro-americanas, a fim de estudar seus diagnósticos médicos e quaisquer fatores que pudessem influenciar a saúde das participantes. Os resultados do estudo chamaram atenção para aquelas que usaram produtos de cabelo contendo soda cáustica pelo menos sete vezes por ano, durante 15 ou mais anos, que tiveram um risco cerca de 30% maior de câncer de mama com receptor de estrogênio positivo em comparação às usuárias menos frequentes.

‘Como o Black Women’s Health Study não tinha informações sobre marcas específicas de relaxantes de cabelo, não pudemos determinar quais ingredientes específicos poderiam ser mais relevantes para o risco de câncer de mama’, explicou a co-autora do estudo, Kimberly Bertrand, ao ‘The Conversation’. Segundo ela, é preciso realizar novas pesquisas adicionais para provar se os produtos, especialmente os disponíveis no atual mercado de beleza, realmente podem causar a doença.

Vale ressaltar que esse não é o primeiro estudo a trazer essas evidências. Em 2018, uma publicação no ‘Environmental Research’ descobriu que 80% dos 18 produtos populares para cabelos negros poderiam desregular o funcionamento do sistema endócrino, responsável pela parte hormonal do corpo humano, como câncer.

No ano seguinte, uma análise publicada no ‘International Journal of Cancer’ destacou que mulheres afro-americanas que faziam o uso de tintura capilar tinham 45% mais probabilidade de desenvolver câncer de mama, comparado àquelas que não eram adeptas ao produto.

De acordo com estudos, as mulheres negras apresentam os piores resultados e as menores taxas de sobrevivência ao câncer em todo o mundo. É claro que isso pode ser atribuído a muitas variáveis, inclusive o uso de produtos de beleza exclusivo para negras. Por esse e outros motivos, especialistas recomendam fazer a leitura de rótulos e indicam outras opções para o alisamento capilar, como tratamentos com queratina e versões de relaxantes com ceramidas, sem hidróxido de sódio.

Fonte:  

Back To Top